São incendiados escritórios ambientais no Brasil

Centenas de pessoas lideradas por garimpeiros incendiaram os escritórios ambientais em uma cidade no sul do estado do Amazonas, depois de uma operação realizada esta semana contra uma mina ilegal

São incendiados escritórios ambientais no Brasil

São Paulo (EFE) - Um grupo de homens armados invadiu e queimou vários escritórios de organismos ambientais em uma localidade do sul do Amazonas, após uma operação realizada esta semana contra uma mina ilegal, de acordo com a mídia local.

Centenas de pessoas lideradas por garimpeiros incendiaram os escritórios do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) e do Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade (ICMBio) na noite de sexta-feira, no município de Humaitá, a mais de 800 quilômetros da capital Manaus.

O superintendente do Ibama, no Amazonas, José Leland, disse ao portal de notícias Amazonia Real que quase 500 pessoas participaram do ataque, em resposta a uma operação de combate à extração ilegal de ouro no rio Madeira.

"Perdemos edifícios, documentos, arquivos, equipamentos e processos, mas, felizmente, nossos trabalhadores estão seguros", disse ele.

Leland disse que, após o ataque, alguns dos funcionários que vivem na cidade estão sob a proteção dos militares da Força Nacional e disseram que pedirá um reforço ao Ministério da Justiça, enquanto a Polícia Federal está investigando o evento.

Os garimpeiros agiram na noite passada depois de uma operação liderada pelo Ibama que destruiu 35 balsas de mineração ilegal de ouro, o que gerou grande insatisfação entre os parentes dos trabalhadores.

"Apesar deste ataque, não vamos ceder a esse crime, vamos continuar com a operação e destruir as balsas restantes", disse Leland ao Amazônia Real.

Como ele explicou, os garimpeiros não foram licenciados e trabalhavam sem qualquer tipo de mecanismo de controle de mercúrio. EFE



Notícias relacionadas