Unesco aprimora estudo para calcular aprendizagem na América Latina e no Caribe

O escritório da Unesco para a América Latina e o Caribe realizou hoje em Quito um workshop sobre "coleta de dados, codificação e procedimentos", que faz parte de um trabalho para avaliar as conquistas da aprendizagem na região

Unesco aprimora estudo para calcular aprendizagem na América Latina e no Caribe

Quito, 11 de junho (EFE) .- O escritório da Unesco para a América Latina e o Caribe realizou hoje em Quito um workshop sobre "coleta de dados, codificação e procedimentos", que faz parte de um estudo para avaliar as conquistas da aprendizagem na região.

O seminário técnico de alto nível, que reuniu especialistas de dezoito países da região na capital equatoriana, analisará, entre outras coisas, a aplicação de um Estudo Regional Comparativo e Explicativo (ERCE 2019) na América Latina e no Caribe.

Este estudo irá produzir "informações válidas e confiáveis que permitirão avaliar as realizações de aprendizado e fatores associados dos estudantes", disse a Unesco em um comunicado divulgado na capital equatoriana.

É uma questão, acrescentou o artigo, "da mais importante avaliação da região", de modo que a oficina de Quito é a chave para o desenvolvimento de estratégias para medir a qualidade educacional nos países da América Latina e do Caribe.

O seminário, que foi inaugurado hoje por Saadia Sánchez, diretora do escritório da Unesco em Quito, será estendido até a próxima quarta-feira e também é organizado pelo Instituto Nacional de Avaliação Educacional (Ineval) do Equador, em coordenação com o Laboratório Latino-americano de Avaliação da Qualidade da Educação (Llece).

A reunião vai planejar a execução do Estudo Comparativo e Explicativo Regional 2019, cujo plano piloto para os países com calendário escolar no sul será realizado durante o segundo semestre de 2018, acrescentou o escritório da Unesco.

Na oficina de Quito, que acontece no auditório do Instituto de Estudos Superiores Nacionais (IAEN), os participantes dos 18 países participantes também planejarão os procedimentos de coleta de dados nas escolas, corrigindo questões abertas de testes, o uso do respectivo software e os protocolos de monitoramento.

Na próxima quarta-feira, dia do encerramento do workshop, haverá uma conferência do especialista acadêmico Gilbert Valverde, e um painel de discussão com os coordenadores nacionais do Llece de Chile, Equador, México e Uruguai, acrescentou o escritório da Unesco. EFE



Notícias relacionadas