• Galeria de Vídeos

Fortes chuvas na ilha espanhola de Maiorca fazem pelo menos nove mortos

Há ainda pelo menos por sete desaparecidos, um número que poderá aumentar. Mais de uma centena de pessoas tiveram que abandonar as suas casas e foram realojadas noutros locais.

Fortes chuvas na ilha espanhola de Maiorca fazem pelo menos nove mortos

Pelo menos nove pessoas morreram nas últimas horas e sete continuam desaparecidas na ilha espanhola de Maiorca, devido às inundações e enxurradas causadas pelas fortes chuvas.

A maior precipitação ocorreuno município de Levante, onde as estações de observação meteorológica registaram  232 litros de água por metro quadrado, em apenas duas horas na tarde de terça-feira.

Uma das vítimas mortais continua sem ser identificada, enquanto quatro dos falecidos foram encontrados em Sant Llorenç, o município mais afetado pela catástrofe.

Há ainda pelo menos por sete desaparecidos, um número que poderá aumentar. Mais de uma centena de pessoas tiveram que abandonar as suas casas e foram realojadas noutros locais.

Os trabalhos de busca para encontrar os desaparecidos está a ser feito por cerca de 300 elementos de vários serviços de emergência, entre eles cem agentes da Guarda Civil, aos quais se somam mais de uma centena de membros da Unidade Militar de Emergências (UME).

O Exército deslocou até Maiorca uma centena de soldados, oito veículos, uma embarcação, três helicópteros e três cães de busca.

O governo regional das ilhas Baleares vai decretar três dias de luto e pedir ao Executivo espanhol a declaração de zona de catástrofe.

Segundo informou o Executivo, os ministérios do Interior e Política Territorial, bem como as autoridades locais, vão apresentar amanhã um relatório sobre as perdas humanas e os danos materiais, de modo a que possam ser tomadas as medidas urgentes necessárias.

Tanto as autoridades das baleares como o Parlamento espanhol, já anunciaram que realizarão um minuto de silêncio em memória das vítimas.

Maiorca, no arquipélago mediterrâneo das ilhas Baleares, é um dos principais destinos turísticos em Espanha, com grande presença de visitantes e residentes estrangeiros como britânicos e alemães.

Para hoje, está prevista a visita do presidente do Governo espanhol,  Pedro Sánchez, que vai visitar as localidades maiorquinas mais afetadas.


Etiquetas: enxurrada , cheias , Maiorca , Espanha

Notícias relacionadas