Ministro israelense manda a UE “ir para o inferno”

O ministro da Energia de Israel, Yuval Steinitz, reagiu à UE que pediu para abrir uma investigação contra Israel pelo massacre dos palestinos

Ministro israelense manda a UE “ir para o inferno”

O ministro de Energia de Israel, Yuval Steinitz, mandou a União Européia (UE) “ir para o inferno” depois que esta pediu a realização de uma investigação contra Israel.

Steinitz havia parabenizado apenas duas semanas antes, em 9 de maio, o Dia da Europa, elogiando as relações entre a UE e Israel.

De acordo com o jornal Haaretz, de Israel, Steinitz teria reagido à UE que criticou Israel pelo massacre de 65 palestinos no dia 14 de maio em Gaza, quando a embaixada dos EUA se mudou de Tel Aviv para Jerusalém e chamou Israel a abrir uma investigação.

O ministro argumentou que a UE assedia Israel:

"A UE está agora se movendo em direção ao Irã e ajudará Teerã contra as sanções dos EUA. O Irã viola os direitos das mulheres. Apoia o terrorismo e Assad (líder da Síria), que produz armas químicas", disse ele.



Notícias relacionadas