Lendas da Anatólia

No Programa Lendas da Anatólia dessa semana vamos compartilhar uma história que é muito conhecida por toda a Anatólia.

Lendas da Anatólia

Havia um nômade que vivia nas montanhas acidentadas do Egeu e era pastor de ovelhas. De acordo com a estação, havia mais ou menos água nos lagos da região para saciar a sede das ovelhas. Um dia, enquanto o pastor dormia em uma planície com as ovelhas, alguns ladrões aparecem e tentam roubar o rebanho. Eles prendem o pastor para que esse não reaja. Mas as ovelhas não obedecem ao comando dos ladrões, elas permanecem imóveis. Vendo isso, os ladrões perguntam o motivo das ovelhas não se moverem, a qual o pastor responde que elas são guiadas pelo som da flauta. Assim os ladrões tomam a flauta das mãos do pastor e começam a tocar o instrumento de agradável som. Logo as ovelhas começam a se mover, mas uma moça filha de um dos nômades Yoruk que estava em uma tenda próxima, percebeu que a música sendo tocada era diferente e avisa aos Yoruks que há algo errado. Estes tomam suas armas e saem para verificar a situação. Após um curto combate, os ladrões são presos e as ovelhas resgatadas.

O pai da menina então chama o pastor para conversar, ele duvida da amizade dos dois, a qual fez a menina perceber que a música sendo tocada era diferente. O pai logo entende que os dois jovens estão apaixonados  um pelo outro, mas ele não queria conceder a mão de sua filha em casamento a um pobre pastor de ovelhas. “Até o tambor é equilibrado”, diz um provérbio turco. O pai da menina queria afastar os dois jovens, então lançou um desafio ao pastor: “Se você consegue guiar o rebanho como você diz, aproveite esta oportunidade. Vamos colocar sal para as ovelhas mas não daremos água á elas por três dias. Se depois disso, as ovelhas ainda responderem ao seu comando, eu concederei a mão de minha filha em casamento”.

O rapaz se dispõe prontamente a enfrentar essa prova de amor. O rebanho então fica três dias apenas lambendo sal mas sem beber água. Passados os três dias, o pastor se prepara para tocar a flauta. Ele teme apenas que as ovelhas negras não o obedeçam, pois elas geralmente são mais difíceis. Então, ao passo que ele toca a flauta, as ovelhas começam a se mover, com exceção das negras. Estas, ficam paradas por um tempo mas lentamente começam a se mover em direção ao pastor. No entanto, uma ovelha filhote negra não resiste de tanta sede e morre. Todos que presenciam o acontecido ficam impressionados como o rebanho, mesmo desfalecido pela sede, obedece o pastor. Assim, o pai da moça cumpre com sua palavra e os dois jovens se casam.

E na próxima semana nos encontraremos novamente com mais um programa Lendas da Anatólia!

Esse programa foi escrito por Mücahit TÜRKÖNE



Notícias relacionadas