As perspetivas para a energia mundial em 2 017

A Economia Mundial, um programa do Prof. Dr. Erdal Tanas Karagol.

As perspetivas para a energia mundial em 2 017

A Agência Internacional de Energia publicou recentemente o Relatório de Previsão da Energia Mundial 2 017. Este relatório analisa as previsões globais de energia com base em 4 aspetos: a redução do custo das tecnologias de energia limpa, o crescimento da eletrificação da energia, o alargamento do uso de energias limpas na China, e a transformação dos Estados Unidos num dos atores mais poderosos do setor energético global, devido ao gás e ao petróleo de xisto.

O relatório da Agência Internacional de Energia estima que a população mundial irá chegar a 9 mil milhões de pessoas nos próximos 20 anos, bem acima dos atuais 7,4 mil milhões. Este crescimento da população irá também dar origem a uma subida da procura por energia. O relatório sublinha ainda que as tecnologias de energia renovável, o gás natural e a eficiência energética irão ganhar importância, por forma a fazer face ao crescimento da procura.

A utilização de fontes de energia renovável registou um rápido crescimento nos últimos anos. Atualmente, a percentagem destas energias no total do consumo global, já chega a cerca de 20%. O relatório declara que a percentagem das energias renováveis irá aumentar, à medida que aumenta o número de projetos de energia solar na China e na Índia. Está também previsto que a percentagem das energias renováveis no total da produção energética, possa chegar a 40% nos próximos 20 anos.

Neste cenário, espera-se que a percentagem das energias renováveis no total da energia consumida vai registar um aumento significativo, e que os custos desta energia vão continuar a descer no futuro. Neste contexto, a possibilidade da energia eólica se tornar na principal fonte de energia elétrica na União Europeia em 2 030 – tal como indicado no relatório – irá mudar o rumo dos mercados de energia, tanto ao nível regional como global.

Outra questão abordada no relatório é o desenvolvimento do gás e do petróleo de xisto nos Estados Unidos, que deverá continuar até 2 020. Segundo o relatório, nesse ano os Estados Unidos deverão tornar-se exportadores líquidos de petróleo. Por outro lado, o relatório sublinha também que o petróleo irá continuar a ser um importante mercado e uma fonte global de energia durante muito tempo, e prevê que os preços do petróleo continuem a subir até à metade da década de 2 020, até atingirem os 83 dólares por barril.

Outra das questões abordadas no relatório é o impacto dos carros elétricos na procura por petróleo, tendo em conta que o uso destes veículos aumentou significativamente nos últimos anos. Atualmente, o número de carros elétricos em circulação é de aproximadamente 2 milhões. Mas espera-se que este número suba para 50 milhões em 2 015, e que seja de 300 milhões em 2 040. O relatório estima um impacto do aumento do número de carros elétricos sobre a procura global de petróleo, na ordem dos 2%. Isto significa que os carros elétricos não terão um impacto significativo sobre o mercado do petróleo nos próximos 20 anos.

E agora que temos uma perspetiva global sobre o conteúdo do relatório da Agência Internacional de Energia, de que forma é que este relatório afeta a visão da Turquia para o futuro? As energias renováveis são um dos principais tópicos do relatório, e são também um dos elementos mais importantes da perspetiva energética da Turquia para os próximos 20 anos. A Turquia ocupa uma posição favorável em termos do seu potencial de produção de energias renováveis, e deverá tirar proveito desta oportunidade tão rapidamente quanto possível.

Podemos considerar que a estratégia de Área de Fonte de Energias Renováveis (YEKA), que faz parte da Política Nacional de Energia e Minas da Turquia, representa um dos avanços mais significativos feitos nesta matéria. A estratégia YEKA irá permitir que a Turquia produza mais energia doméstica com tecnologias nacionais. Esta estratégia irá assegurar a liderança no desenvolvimento desta indústria, e vai também permitir que a Turquia avance no setor das energias renováveis, em paralelo com os avanços internacionais.

Atualmente, podemos ver que as fontes de geração de energia se estão a afastar do carvão e do petróleo, e a usar cada vez mais fontes renováveis. Por isso, é inegável que a Turquia irá assumir o seu lugar nesta equação, tendo em conta a dimensão dos desenvolvimentos no setor global da energia, e o facto de ser muito clara a direção dos projetos futuros.

Não há qualquer dúvida de que a Turquia irá acompanhar o paço das tendências no setor global da energia, e até mesmo ultrapassar muitos países líderes nesta área, se for capaz de usar de forma eficiente e produtiva o seu atual potencial de energias renováveis. Neste contexto, todas as políticas de apoio aos investimentos que vão ser concretizados na área das energias renováveis na Turquia, irão fazer com que o país suba de posição na lista das economias mundiais com poder no contexto nos mercados globais de energia. 



Notícias relacionadas