Erdoğan: "EUA tem espiões em seus consulados na Turquia"

O presidente Recep Tayyip Erdoğan avaliou a crise dos vistos entre a Turquia e os EUA, além disso, referiu-se à compra dos S-400

Erdoğan: "EUA tem espiões em seus consulados na Turquia"

O presidente turco, Recep Tayyip Erdoğan, disse que os Estados Unidos têm espiões em alguns dos seus consulados na Turquia.

"Em seus consulados, encontram-se espiões, agentes da Organização Fethullahista Terrorista (FETÖ). Não são diplomatas, mas espiões. Espiões semelhantes agora também estão nos EUA. Esses espiões têm uma colaboração muito estreita com o Congresso. Tudo isso é real. O principal agente do FETÖ já está na Pensilvânia ", disse ele.

Erdoğan avaliou a agenda ao retornar da sua visita oficial à Sérvia.

Reiterou que o responsável pela crise dos vistos com os EUA é o embaixador de Ankara John Bass, e declarou que há espiões em alguns consulados estadunidenses.

Declarou que o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, propôs ao seu homólogo turco Mevlüt Çavuşoğlu "formar uma comissão" para resolver a crise e que eles esperam enviar o texto sobre este assunto.

O líder turco, quando perguntado sobre a compra do sistema de defesa antimíssil S-400 da Rússia, disse:

"Não há nenhum problema sobre os S-400. Não teremos uma produção conjunta no primeiro pacote. Mas a partir do segundo pacote, espero que tomemos as medidas de fabricação conjunta. Em nossas conversações com o senhor Putin (presidente da Rússia), não propomos acabar o assunto com os S-400. Também tivemos diálogos sobre os S-500 ", assegurou.



Notícias relacionadas