Morre o panda mais velho do mundo aos 31 anos

O Panda masculino gigante, Pan Pan, ajudou a salvar sua espécie com mais de 130 descendentes.

Morre o panda mais velho do mundo aos 31 anos

O panda gigante masculino mais velho do mundo morreu em Sichuan, na China, aos 31 anos, após ser diagnosticado com câncer, segundo autoridades.

Os pandas gigantes foram classificados na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) como uma espécie ameaçada de extinção, mas foram reclassificados para vulneráveis ​​em setembro deste ano.

Pan pan cujo nome significa esperança em chinês, gerou mais de 130 filhos e netos, sendo responsável por um quarto de todos os pandas em seu cativeiro.

"Nos últimos três dias, a condição de Pan Pan rapidamente se deteriorou e ele perdeu a consciência e a capacidade de se mover e comer", disse o Centro de Conservação e Pesquisa da China para Pandas Gigantes, anunciando a morte dele em uma rede social na sexta-feira.

O panda gigante nasceu na região selvagem da província de Sichuan, mas viveu em cativeiro durante a maior parte de sua vida.

A expectativa de vida média dos pandas gigantes selvagens é de cerca de 20 anos, mas em cativeiro eles geralmente vivem mais tempo.



Notícias relacionadas