Esgota-se o combustível no Iêmen, o que leva a uma série de problemas sérios

O Fundo de População da ONU alertou sobre a situação no Iêmen

Esgota-se o combustível no Iêmen, o que leva a uma série de problemas sérios

A ONU (Organização das Nações Unidas) alertou que as reservas de combustível no Iêmen serão esgotadas até o final do mês.

O Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) dos países árabes declarou em sua conta no Twitter que a falta de combustível no Iêmen afetará o trabalho realizado para os sistemas de água potável de canalização e limpeza da UNICEF que visa prevenir a cólera.

Esta situação afetará quase 6 milhões de pessoas que vivem em áreas onde a cólera corre o risco de propagação. "As reservas de combustível atuais no Iêmen só serão suficientes até o final do mês", afirmou.

Além disso, foi especificado que, se as vacinas não chegarem a área como resultado do fechamento de aeroportos, portos e fronteiras, pelo menos um milhão de crianças menores de um ano correm o risco de se infectarem com a poliomielite e o sarampo.

A coalizão liderada pela Arábia Saudita decidiu na segunda-feira fechar todos os tipos de fronteiras com o Iêmen depois que os mísseis balísticos fossem retirados do Iêmen em 4 de novembro em Riade.



Notícias relacionadas